História

A atual Diretoria Administrativa do ESPORTE CLUBE JARDIM GUANABARA, contando com expressiva colaboração do seu sócio fundador, JORGE DA SILVA, hoje Vice-Presidente Administrativo, elaborou esta síntese, que retrata fatos que culminaram com a sua fundação.
Na década de 1940, entre os anos 1945 até 1947, um grupo formado por rapazes e moças, com idades em média de 15 anos, reuniam-se na ponte onde estava instalado um ancoradouro para barcas que faziam a ligação entre a Ilha do Governador e o continente, visto que àquela época ainda não havia a ponte ao lado do então Aeroporto do Galeão.       

 O ancoradouro, já inoperante, era naquela época tida como local aprazível para esses jovens combinarem seus folguedos, tais como: jogos de voleibol, futebol e outros. O jogo de futebol era realizado num campo que existia no quarteirão entre as Ruas Engenheiro Rozauro Zambrano, Jorge Lima e Francisco Alves.       

 A platéia nos jogos aumentava significativamente à época das férias escolares, quando aos moradores do Jardim Guanabara somavam-se veranistas e admiradores da Ilha do Governador.       

Com alguns esforços de memória, o Vice-Presidente lembra o nome de alguns participantes de grupo de jovens daquela época, sem, contudo querer omitir outros, como segue:       

Grupo feminino: Zuleika, Sylvia, Luiza Martins, Maria da Gloria, Maria Emilia, Maria Alice, Malica, Maria Lúcia Mafra, Gisela, Eliyzabeth, Moema, Nely, Lia Belar, Maria Lúcia Pinto, Lucila e Sônia.       

Grupo masculino: Jorge da Silva, Nelson Machado, Gabriel, João Paulo, José Mendes, Décio Gonzalez, Armando Vicente Balbi, Rafael, Arnaldo, Vicente Valero, Fernando Pinto, Carlos J. Pinto, Sergio Freitas Cunha Martins, Beybi, Werner, Selmar Vinicios, Orlando Martins, Edmar, Roberto Mafra, Mendonça Junior e Milton Miranda Vale.       

Dentre esses jovens haviam também pessoas mais velhas, tais como: Altair do Prado, Amílcar, Hermes Borges, Roberto Birman, Lamartine, Telma de A. Brasil, Sergio M. Valle. Esses personagens por serem mais velhos, eram os orientadores do grupo em determinados eventos.       

Esse grupo de jovens almejava a criação de um clube, onde teriam seu espaço próprio, principalmente na acolhida à novos participantes.
A criatividade do grupo aflorava de forma eminentemente social. As atividades sócio-recreativas brotavam na mente de todos os participantes. Tanto é que ao final dos períodos de férias era organizada uma festa com a denominação de “ADEUS ÀS FÉRIAS”.       

Essa festa, geralmente abrangia sábados e domingos seguidamente, época em que ocorriam jogos, gincanas e bailes com entrega de medalhas aos vencedores das participações. A festa acontecia no Palacete, como era chamado o prédio sede da Imobiliária Santa Cruz, da qual o Sr. Mafra era diretor. O Palacete situado na Praça Jerusalém, em frente à Igreja de Nossa Senhora da Conceição, ocupava todo o quarteirão, incluindo a Rua Uçá, Praça Jerusalém e Rua Engenheiro Rozauro Zambrano.       


Os anos foram passando e da parte dos rapazes, muitos se mudaram da Ilha do Governador e outros se casaram. Porém os remanescentes continuaram firmes e fieis ao ideal de conseguir um terreno no Jardim Guanabara com vistas à construção de uma sede para a fundação do clube dos seus sonhos.       

Foi justamente quando se aproximava a década de 1950, que o Capitão Couto de Souza conseguiu, por empréstimo com os Senhores Valentim Bouças e Mafra, respectivamente, proprietário e diretor da Cia. Imobiliária Santa Cruz, um terreno localizado na esquina das Ruas Babaçu, Henrique Lacombe e Praia da Bica.       

Nesse local foi construída uma quadra para prática de basquete e voleibol. Infelizmente a utilização do espaço durou pouco tempo, visto que o terreno foi vendido e lá foi construído um edifício residencial.       

Com isso o nosso ideal voltou á estaca zero sem, contudo esfriar o nosso intento. Com isso nossas reuniões ocorriam ora na casa de um companheiro, ora na casa de outro, até que numa dessas reuniões o então Capitão Altair do Prado sugeriu que déssemos o nome de ESPORTE CLUBE JARDIM GUANABARA ao clube que pretendíamos fundar, a fim de evitar que os outros pudessem criar algo similar e com isso usarem esse título. Assim em 1º de novembro de 1952 registramos o atual,ESPORTE CLUBE JARDIM GUANABARA.       

1ª DIRETORIA

  • Presidente de Honra : Major Joaquim Couto de Souza 
  • – Diretor Geral: Capitão Altair do Prado 
  • – Diretor Secretário: Nelson Machado 
  • – Diretor Tesoureiro: Décio Gonzáles Coelho 
  • – Diretor de Basquete: Edmar Flaeschen   
  • – Diretor de Voleibol: Jorge da Silva 
  • – Diretor de Futebol: Jorge da Silva  

A composição da primeira Diretoria deu-se por aclamação pelos Sócios Fundadores presentes. Aos vinte e dois das do mês de novembro de mil novecentos e cinqüenta e dois, houve a primeira reunião ordinária, através da  qual tratou-se, dentre outros assuntos, do convite para formação efetiva  do quadro social. A idéia foi boa e de inicio conseguimos registrar 22 associados.       

Em 30 de dezembro de 1952, foi realizada a Assembléia Geral para a aprovação do Estatuto do Clube e no mês de junho de 1953, foi editado o primeiro Boletim Mensal denominado  “O BROTINHO”.       

Em 31/10/1953, foi comemorado o 1º aniversário do ESPORTE CLUBE JARDIM GUANABARA, no Palacete da Cia Imobiliária Santa Cruz, visto que ainda não tínhamos sede. No dia 12/12/1953, foi convocada uma Assembléia Geral Extraordinária para definir a constituição do Conselho Deliberativo.       

Em face do afastamento de alguns membros do Conselho Deliberativo e da falta de uma Sede, foi  marcada e 03/01/1957, uma Assembléia Geral Extraordinária para eleger o novo Conselho Deliberativo, visto que a ausência em reuniões atrapalhava sobremaneira o andamento normal do Clube.       

Nessa  Assembléia Geral foi criada uma Comissão para estudar a possibilidade de obtenção de um terreno junto a Ponte de Atracação das Barcas para instalação das quadras de basquete  e de outras modalidades esportivas. Foi também nessa Assembléia, criado o Conselho Fiscal do Clube e nova Diretoria Administrativa para  biênio 1957/1958, assim constituída:      

  • – Presidente : Antonio Benedetto 
  • – Vice-Presidente: José Ferreira Mendes (Bala Ruth) 
  • – 1º Secretário: Vilmar Chaves   
  • – 2º Secretário: Albino B.G.   
  • – Diretor Social: Amílcar de Carolis   
  • – Vice-Diretor Social: Roberto Birmann    
  • – Procurador: Werner E. Stuhl   
  • – Diretor de Esportes: Jorge da Silva    

     

          

         

Sócios fundadores do ESPORTE CLUBE JARDIM GUANABARA:         

-Joaquim Couto de Souza
-Altair do Prado
-Décio Gonzáles Coelho
-Werner Erich Stuhl
-Jorge da Silva
-Edmar Flaechen
-José Ferreira Mendes
-Selmar Vinícius de Faria
-Sergio Freitas Cunha Martins
-Jose R. Mendonça Júnior
-Carlos José Pinto
-Gabriel Paulo de Moraes
-Nelson Machado
-Fernando Jose Pinto         

Em 18/05/1957, recebeu-se a informação de que o Prefeito do então Distrito Federal tinha em mãos o requerimento que tratava do estudo da possibilidade de cessão do aterro junto a Ponte de Atracação de Barcas. Já na reunião ordinária realizada em 10/08/1957, recebemos o Sr. José Manoel Martins, que anunciou aos presentes a cessão de seu galpão situado à praça Jerusalém nº 5, para funcionamento provisório da nossa Sede Social.         

Com isso, os Diretores Roberto Birmann e Floriano cuidaram da regularização jurídica do Clube junto às instituições competentes, o que levou a concessão da licença para funcionamento legal do ESPORTE CLUBE JARDIM GUANABARA.         

Merece relevo à data de 10/08/1957, que foi quando o Sr. Couto de Souza apresentou à Diretoria cópia do Processo em que o então Prefeito do Distrito Federal, embaixador Francisco Negrão de Lima autorizou a cessão da Ponte existente no Jardim Guanabara.         

Daí pra frente iniciou-se uma nova era no ESPORTE CLUBE JARDIM GUANABARA. Deu-se início aos trabalhos de aterramento e obras de adaptação para o que a partir daquele momento estava fixada a SEDE do ESPORTE CLUBE JARDIM GUANABARA.         

Enquanto era preparado o terreno para a construção da Sede definitiva, aceitou-se transferir a sede provisória para Rua Uçá nº 48, casa cedida pelo Sr. David Mendes (Bala Ruth).         

Ali eram promovidas as atividades sociais até a mudança para a Sede definitiva.         

Enquanto não havia sido fixada a sua Sede definitiva, o ESPORTE CLUBE JARDIM GUANABARA teve as seguintes localizações provisórias:         

De 1952 até 1957                 –             Rua Francisco Alves, 247- antiga Avenida 200.
De 1957 até 1960                 –             Praça Jerusalém,  5
De Junho a Dez. de 1961    –            Rua Uça,  48
A partir de Junho de 1962  –            Praça Jerusalém, 33.         

Este é, CARO ASOCIADO, um relato sucinto de
como surgiu o ESPORTE CLUBE JARDIM GUANABARA.         

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR A HISTÓRIA COMPLETA